Ultimas Postagens

FOTOS DO ICÓ




Confira lendas, prédios históricos e figuras folclóricas de nossa cidade.



Igreja de N.Srª. do Rosário

A igreja de N.Srª. do Rosário, considerada o lugar de refúgio dos homens pardos, traz, nas suas linhas arquitetônicas, o estilo barroco e foi construída em 1828.

Localizada distante do quadro urbano dos antepassados (a ligação fazia-se através da rua do meio) era o único espaço de liberdade que tinham os oprimidos e explorados da escravidão colonial, cujo sofrimento era partilhado na missa de 7 de outubro de cada ano, dia do encerramento da festa da referida santa.






Sobrado do Mirante – Icó-CE

Em estilo colonial, esse sobrado com 3 pavimentos, localizado na avenida Ilídio Sampaio, 2076, retrata a opulência do passado icoense.

Contendo 8 janelas e situando-se para o andar superior, o MIRANTE proporciona uma vista panorâmica da cidade.

Na época das grandes agitações sertanejas, o mirante tinha a primazia de oportunizar a visualização dos arredores do salgado e das várzeas que circulam Icó, protegendo seus moradores de ataques inesperados.



Sobradões da rua grande

Localizados na Av. Ilídio Sampaio, esses são apenas uma amostra do grande número de sobrados existentes em Icó, embora a maioria deles tenha sido destruída.
Residências das famílias abastadas,  foram construídos com o “suor e sacrifício dos negros escravos”. Seus donos eram na maioria, fazendeiros da civilização do couro, que tinham, na pecuária extensiva, sua riqueza e poder.






A fumaça que prevê inverno ou seca.



A queima de fogos em louvor ao senhor do Bonfim no dia 1º de janeiro, além de proporcionar um espetáculo emocionante de luz, som e emoção, traz consigo uma expectativa para o sertanejo.



Trata-se da lendária crença de que, se a fumaça das bombas voltar-se para o lado da igreja do senhor do Bonfim em direção ao rio salgado, o inverno estará garantido. Se a fumaça tomar direção contrária, o ano será muito escasso de chuvas, talvez totalmente seco. 




Imagem do Senhor do Bonfim (foto: iconacional)

Você sabe qual foi o primeiro milagre do Senhor do Bonfim?
Relata a crônica popular que a imagem do Senhor do Bonfim foi trazida em procissão a pé de Salvador-BA até Icó. Após a chegada da imagem, providenciou-se o envio do dinheiro para o pagamento da sua compra, quando a pessoa foi efetuar o pagamento, foi informada de que a imagem já tinha sido paga, mas não revelaram o nome de quem fez tal ação.

Por isso, acredita-se ter sido o primeiro milagre atribuído ao senhor do Bonfim.




O primeiro preso.



Em torno da construção da cadeia, muitas são as lendas divulgadas. Conta-se que o administrador daquela edificação discutia constantemente com o capitão-mor de ordenanças, José Bernardes Nogueira, e sempre o alertava:



“ – Capitão Roberto, você há de ser o primeiro que prove da cadeia que está fazendo.”



Relevando a ameaça, o capitão Roberto teimava em discutir. No dia da inauguração da cadeia, houve tumultuada discussão e, para surpresa geral, vejam só quem foi o primeiro preso: O capitão Roberto!







Sobrado do Barão

A fértil imaginação do povo icoense tem contribuído para as muitas lendas proclamadas sobre o sobrado do Barão.
Assim, a narração popular afirma a existência de um túnel interligando o referido sobrado ao teatro municipal, do qual originam-se fantásticas historias. Dentre essas histórias há aquela em que o túnel servira de forca aos escravos rebeldes nos tempos da barbárie.

Texto extraído do livro “ Princesa dos sertões” de Idelsuite de Sousa Lima e Maria Eleneuda de Sousa.


Antiga casa de Cultura 

Edificação que demonstra, na sua arquitetura, o estilo de moradia da elite icoense na época gloriosa dessa Princesa dos sertões. Adquirida e reformada em 1994 na gestão Dr. Quilon Peixoto Farias, a antiga residencia funcionou durante muitos anos como a " casa da cultura Mariinha Graça".

Nas suas dependências  funcionavam a biblioteca Publica Municipal Plínio Albuquerque Pequeno, as sedes do conselho tutelar e do conselho Municipal dos direitos da criança e do adolescente. A casa da cultura Mariinha Graça constituiu-se num espaço de arte e cultura dos icoenses, promovendo lançamentos de livros, exposições de artes, shows culturais e festivais folclóricos.

Hoje o espaço encontra-se interditado e em reforma, e todo seu material foi transferido para a casa de câmara e cadeia ao lado do teatro da Ribeira, onde funciona a atual casa de cultura da nossa cidade.



TODO DIA UMA NOVA UMA NOVA POSTAGEM, AGUARDE...


COMENTE COM SEU FACEBOOK:

2 comentários:

  1. Bela cidade, já estou ausente dela há 22 anos mais não esqueço pelo ao menos a cada 2 anos visito a cidade. tenho boas lembranças.

    ResponderExcluir
  2. ADOREI VER ALGUNS PRÉDIOS IMPORTANTES DE ICÓ, SO QUE FALTOU UM CASARÃO QUE PERTENCEU A MINHA ANCESTRAL D. GLÓRIA DIAS, ELA FOI UMA DAS MULHERES IMPORTANTES DE ICÓ E QUE MERECE SER ELOGIADAS.

    ResponderExcluir

A página do Blog Icó na rede está aberta as postagens anônimas. Mas claro, se houver qualquer tipo de palavras de baixo calão, ou que denigram a imagem, o comentário será retirado.

Polícia

ARTE E CULTURA

Ceará

Brasil

Traduzido Por: Rafael Lira - Icó na Rede - (88) 99231-2963